Dicionário Paulistanês
Postado por Maha - | Categorias: ]

Encontrei esse texto no blog Minha Comédia Diária, achei o máximo e resolvi publicar aqui. Bom, faltou alguns termos ai, mas é melhor deixar assim mesmo kkkk

Olá amigos,
Por solidariedade ao meu amigo Xandy Britto, que queria conhecer um pouco mais da cultura paulistana, resolvi criar um manual para ele não se perder nesse complicado mundo. Palavras que normalmente são ditas no português coloquial de nada valem nesta capital feita de pedra. Eu como paulista paulistano, faço meu papel como tradutor.

Palavras normais: Paulistanês
Briga: Treta
Briga feia: Muita Treta
Homem: Mano
Mulher: Mina
Homem Bobo: Salame, Julão.
Mulher feia: Baranga, xubanga, canhão, sua irmã e familiares
Ônibus: Busão
Times de futebol: Curintia, Parmera
Vírgula pronunciada: "meu"
Praia: Guarujá
Meliante cheio de malandragem: Maloqueiro
Meliante cheio de viadagem: São Paulino
Contrações de plural: 1 chopps e 2 pastel
Lugar de sacoleiras: 25 de março
Lugar de sacoleiras chiques: Daslu
Japonês: Japa
Chinês: Japa
Coreano: Japa
Carioca: Deixa pra lá (todo mundo sabe da rixa!)
Pessoa sem senso de moda: Baiano
Pessoa vinda do nordeste: Baiano
Lugar de diversão para homens: Rua Augusta
Lugar de diversão para homens que gostam de homens: Av. Indianópolis
Trânsito: Normal
Trânsito de 2h: Rotina
Trânsito de 4h: Marginal Tietê
Galera do mal, bandidagem paulista: PCC
Galera do bem, bandidagem paulista: PM

Com isso meu amigo Xandy pode se virar nas ruas de São Paulo, falta só o colete à prova de balas e o bote para enchentes. Mas como todo paulista, AMO minha cidade!

Um abraço,

Cavinatti

4 Comentário(s), faça o seu também!!!

EU SOU NEGUINHA disse... @ 23 de junho de 2009 00:24

Amo essa cidade também...rsss
Beijao

Daniela Figueiredo disse... @ 15 de julho de 2009 01:29

Algumas do Dicionário de Porto Alegrês:
SOLTAR OS CACHORROS/SOLTAR AS PATAS: bater boca.
PELEIA: briga.
TER OUTRO POR DENTRO: quando nos surpreendemos com alguma pessoa, quando ela mostra uma qualidade até então escondida.
NÃO SEI, NÃO QUERO SABER E TENHO RAIVA DE QUEM SABE: se te perguntarem alguma coisa e tu não queres dizer, já sabe o que responder.
DE BARRACA ARMADA: bom, este não precisa traduzir, ne?
CONVENCIDA: cheia, exibida.
TRÊS, PARA CASAR: desculpa dos três beijinhos, quando se conhece alguém.
SE APROCHEGA: se aproxima.
ESTAR COM PÉ ATRÁS: desconfiado.
NÃO VALE O FEIJÃO QUE COME/NÃO VALE UM PEIDO: imprestável.
NÃO TE FAZ: advertência contra quem está se fazendo. Faz uma coisa e diz outra.
NÃO TEM NADA A VER O CU COM AS CALÇAS: quando uma opinião não tem nada a ver com o assunto.
MULHERIO: "coletivo" de mulher.
ENCASQUETAR COM: insistir em algo.
CATARINA: quem nasceu em Santa Catarina.
A DAR COM PAU: em grande quantidade.
PARECE UM BICHINHO DA GOIABA: quando a pessoa é muito feia.
COBRADOR: trocador, o que cobra a passagem do ônibus.
SINALEIRA: sinal, semáforo, farol.
FAZER COSQUINHA: fazer cócegas.
ONDE JUDAS PERDEU AS BOTAS: lugar muito longe, "lá no fim do mundo".
CACETINHO: pão francês.
TORRADA: misto-quente.
XIS: chesseburger.
METER OS PEITOS: enfrentar.
MARCA DIABO: produto de má qualidade, da marca diabo.
DEITADO: sujeito folgado.
DE RENGUEAR CUSCO: acompanha qualquer expressão referente ao frio intenso.
NUNCA VI MAIS GORDO: diz-se quando nunca vimos a pessoa.
ESTAR COM BICHO CARPINTEIRO: não parar quieto.

Bom, acho que com essas expressões tu já consegue "se virar" (no bom sentido) aqui no Sul.
Beijos.

Daniela Figueiredo disse... @ 15 de julho de 2009 01:30

Ah, e RATO é polícia civil, e PORCO é polícia militar.

Maha disse... @ 16 de julho de 2009 13:05

Daniela, esse seu comentário vai virar um post hahhahaha
bjs!

Postar um comentário

Faça seu comentário, será bem vindo!
Todos os comentários serão moderados, então por favor não escreva ofensas ou faça alusões a qualquer tipo de preconceito.

Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.

Posts Relacionados